Archive | June, 2012

Surrealimo – Vladimir Kush

26 Jun

Advertisements

Embriagai-vos: embriagai-vos sem cessar!

19 Jun

É preciso estar sempre embriagado. Eis aí tudo: é a única questão. Para não sentirdes o horrível fardo do Tempo que rompe os vossos ombros e vos inclina para o chão, é preciso embriagar-vos sem trégua.

Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa maneira. Mas embriagai-vos.

E se, alguma vez, nos degraus de um palácio, sobre a grama verde de um precipício, na solidão morna do vosso quarto, vós acordardes, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, perguntai ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que foge, a tudo que geme, a tudo que anda, a tudo que canta, a tudo que fala, perguntai que horas são; e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio, responder-vos-ão: ‘É hora de embriagar-vos! Para não serdes os escravos martirizados do Tempo, embriagai-vos: embriagai-vos sem cessar!

De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa maneira’.

Charles Baudelaire

Fale com a Lola

19 Jun

Fale com a Lola, envie sugestões de música, livros, fotógrafos ou fale qualquer coisa que vc quiser>> lolacomolegusta@gmail.com

A Arte não precisa de explicação = Um cão Andaluz

18 Jun

Imaginem poder filmar um sonho qualquer e assistir com os amigos? Bem, ao assistir Um cão Andaluz no fim de semana, eu tive a impressão que Luis Buñuel e Salvador Dali tinham feito isso em 1929.  O curta – metragem é extremamente interessante para os amantes do surrealismo, do absurdo, da arte como um fim em si. Não há a menor lógica em nada, nem adianta se esforçar para explicar algo, assista e pronto.

A cena mais conhecida: o corte do globo ocular. É preciso ter estômago aqui.

 

Um homem esbarra em uma mão na calçada, a mulher abre a porta de casa e sai correndo em uma praia linda, objetos e animais em lugares inesperados, tudo é exatamente como num sonho,  uma sucessão de imagens sem começo ou fim ou meio. 

Na minha opinião, o mais interessante é que até hoje o filme não será bem recebido por muitos porque será considerado uma obra sem sentido. E, ora veja, procurar sentido é nossa especialidade como humanos, porém, o filme foi concebido em uma época de ruptura do conceito de belo e aceitável como Arte. Em vários segmentos, literatura, pintura, música a Arte quebrava o velho e se renovava.

Sendo assim, a proposta do filme era mesmo a de ‘quebra”, ‘choque’ na sociedade da época, atitude, inclusive, que rendeu frutos durante todo o século XX.

Deixo aqui o link para o filme. Aproveitem!

Indo para lugar nenhum, ainda assim com esperança

14 Jun

O náufrago, todo mundo tem a imagem, a história do homem perdido no meio do nada. Em uma jangada olhando para a direita ou para esquerda, olhando o nada, encontrando o nada, remando um pouco ou deixando a onda levar a algum lugar, qualquer lugar.

Indo para lugar nenhum, ainda assim com esperança, é, é assim cada vez que ele acorda…

 

Isso é o que o amor faz

12 Jun

Dia dos namorados, prefiro chamar este dia por outro nome.

Amor – sim, é bem melhor.

O dia para lembrar daquele sentimento fantástico que

Te enlouquece, enfurece e, ainda assim, como te transforma em alguém infinitamente melhor…

Não acho que seja um dia de compras, o que é uma pessoa comparada a um óculos escuro, gravata, sapato, perfurme…???

Aquele ser que te esquenta o colo

O corpo que dá vontade de beijar por inteiro, devagar..  sem parar..

Ahh e os cabelos que você reconhece o cheiro de longe..

Ah esse ser.. ele existe de verdade? É real? Não, ele parece uma alucinação!

As mãos que cuidam, braços que apertam, alma que escuta e consola

Não, não,  esse ser não é um presente, ele é uma benção na sua caminhada.

 Por isso a música de hoje é esta aqui

 

Vampire Weekend – quem não conhece?

11 Jun

Vampire Weekend é o som dessa segunda e pra quem ainda não conhece aí vai a dica:

A arte de Agatha Katzensprung

9 Jun

 

 

 

 

 

 

lolacomolegusta@gmail.com