O fracasso é passageiro

20 Nov

“O fracasso é passageiro”, o ator Paulo José fez a afirmação (ou mencionou a sua constatação) em uma entrevista linda sobre sua vida e carreira.  Ele disse que a peça ruim logo sai de cartaz e ninguém passa muito tempo comentando sobre ela. Mas o sucesso fica noite após noite durante um ano ou mais. É comemorado, lembrado, revivido por outros atores em outro momento…

Nada como ouvir uma pessoa madura e inteligente para te dar um banho de realidade e coragem. (É, como é importante nos cercarmos das pessoas certas, seja amigos ou pessoas a quem admirar).

Sempre simpatizei com esse cara

 Aproveito também para indicar o livro que estou lendo “O efeito sombra”, o médico indiano Deepak Chopra é um dos autores. A obra é outra fonte de lucidez, ela instiga  o leitor a “lembrar” do mal dentro dele. Escrevo lembrar porque, depois de um certo tempo, nós sabemos o que existe de feio em nós mesmos. Mas a gente finge que não existe ou põe a culpa em outra coisa – estresse, tpm, os políticos – e a que eu mais gosto “isso é para minha segurança” kkk.. Pense em quanto coisa mesquinha e egoísta a gente não faz com essa justificativa.

Ainda para completar assisti o Crepúsculo dos Deuses, mais uma vez Billy Wilder era um gênio. A história da atriz do cinema mudo enlouquecida porque está velha e fora dos padrões de uma industria capaz de enlouquecer qualquer mortal, nos faz primeiro ter pena dela por ver uma mulher tão fracassada, tão louca, tão fora da realidade (ela culpa o gosto das pessoas pela fala humana no cinema). Depois você percebe que ela se fecha para o mundo e faz questão de não passar do mesmo ponto “Sou grande, sou maravilhosa! Os outros é que fazem um cinena ruim agora, pequeno demais para mim”, ora aí é a derrocada até a insanidade total.

Ou seja, superar uma perda, um fracasso e seguir a vida é até uma questão de saúde mental! Até porque, como tudo passa, mais a frente uma coisa maravilhosa pode nos acontecer sem que nem tivessemos imaginado. Por estarmos presos a uma ideia fixa.

Cena final monumental! Que atriz!

Só para lembrar: O fracasso é passageiro!

Ou você gostaria de ser uma versão de Norma Desmond?

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: