Jaqueline Roriz e o mais do mesmo….

31 Aug

O Brasil inteiro assistiu a deputada federal Jaqueline Roriz receber proprina. A imagem não deixou dúvidas. No entanto, a maioria  dos seus colegas parlamentares decidiu que a deputada pode continuar em seu cargo e exercer a função de representante do povo.

A história se repete, em vários sentidos. Jaqueline é de uma família acostumada ao poder, com uma longa experiência no funcionamento da política e do cotidiano das relações parlamentares.

Sendo assim, o desfecho já deveria ser o esperado pelo clã Roriz. E é mais um caso que servirá como uma espécie de “jurisprudência” para próximos episódios.

Ao final, mais uma vez, o eleitor segue acompanhando os seus representantes com desconfiança e sentimento de impotência.

coitada.....

E vale a pena ver de novo!!!!!!!!!!!!!!!

Advertisements

One Response to “Jaqueline Roriz e o mais do mesmo….”

  1. Guilherme Lourenço (@lourenco_gui) September 1, 2011 at 4:16 pm #

    Ontem eu ouvi um comentário excepcionalmente sábio em relação a essa notícia. Nós brasileiros ficamos extremamente indignados quando nossos políticos absolvem seus pares ao cometer algum delito, todavia essa não é uma característica exclusiva dessa classe. Estatisticamente falando, os conselhos de classe (Conselhos Regionais e Nacionais) e de médicos, advogados, etc. absolvem proporcionalmente muito mais do que a classe dos políticos quando estes cometem um delito grave. Em outras palavras, quando um médico e um político cometem um delito grave a chance de médico escapar é maior do que o político.

    Não estou defendendo a classe dos políticos, de forma alguma. Contudo, o que tem que ficar claro é que o político é o reflexo do povo, nada além disso. Essa classe corrupta não vem de outro planeta, ele é seu vizinho, é o colega do trabalho e é gente como a gente.

    Se o brasileiro quer ver o congresso e o país diferente, melhor, primeiramente deveria se policiar, deveria não sonegar impostos, deveria não querer levar vantagem em tudo (jeitinho brasileiro), deveria parar de ser corporativista e deveria parar de olhar para o próprio umbigo. É preciso pensar coletivamente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: