Ikki de Fênix e Obama no Brasil

19 Mar

Quem não lembra do Ikki? Pois é, o Cavaleiro de Fênix foi a inspiração para esse post. Não preciso nem dizer porque.

Bem, gostaria de dividir com vocês trechos de um artigo de Barack Obama sobre a visita ao Brasil.

“Perto de 600 milhões de pessoas vivem na América Latina. A economia da região cresceu cerca de 6% no ano passado. Entre 2010 e 2015, espera-se que cresça um terço mais. E, na medida em que esses mercados estão crescendo, também está sua demanda por bens e serviços –bens e serviços que, como presidente, eu quero ver que sejam feitos nos Estados Unidos da América”.

money, money, money

you got it, baby

“O Brasil descobriu recentemente reservas de petróleo que poderão ser bem maiores que as nossas, e, na medida em que tratamos de aumentar os fornecimentos seguros de energia, procuraremos desenvolver uma parceria energética estratégica”.

Well,well, tudo muito bem, tudo muito bom, mas é preciso cuidado com os primos do norte. Muito espertinhos, talvez eles  queiram um novo méxico abaixo da linha do Equador.

E as leis anti-protecionistas? Estão tão animados, porém não falam em abrir o mercado para o agodão, etanol e laranjas brasileiras.

Thayara Martins

Advertisements

2 Responses to “Ikki de Fênix e Obama no Brasil”

  1. Guilherme March 21, 2011 at 11:52 am #

    Resultado da visita:

    Obama diz que vê o país como uma potência global, com influência nas áreas energética, econômica e humanitária,mas…

    1 – Não declarou apoio à ambição de incluir o Brasil como membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

    2 – Até Fez menção em facilitar a entrada de produtos brasileiros nos EUA, mas eu particularmente não acredito que vá ocorrer, pois isso não depende dele e sim do congresso americano que em 2008 lançou o “Buy American”.

    O “Buy American” é um pacote de subsídios de US$ 787 bilhões estimular a economia do país que exige que todas as suas obras usem aço, ferro e itens manufaturados dos EUA ou de parceiros em tratados comerciais, o que exclui os quatro emergentes (Brasil, Russia, Índia e China).

    Inclusive, a mídia dos Estados Unidos, em geral, não gostou da decisão do presidente de viajar para o Brasil. Para mim está mais do que óbvio que os nossos primos do norte não querem uma parceria justa conosco.

    Abre o olho Brasil.

  2. Daniel Baramili March 21, 2011 at 1:15 pm #

    Como de costume, é um “toma-lá, toma-cá” em relação a comércio exterior e um monte de outras coisas (trânsito de cidadãos, por exemplo)…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: