Tiririca e o ato de contestar

6 Dec

Eu gosto do Tiririca, ele é engraçado. Mas voto de contestação tem limite.

Neste domingo, a emissora que o emprega atualmente apresentou uma matéria muito bondosa sobre o deputado federal Francisco Everardo. A família e amigos antigos foram entrevistados. A sua terra natal visitada..

Mas frases como: ” Eu li um livro sobre o negócio que faz lá” ou “Ainda não sei bem o que fazem lá”, são, no mínimo, tristes.

É..não sei bem o que tô fazendo aqui, mas tô aqui.

O deputado Tiririca demonstrou que não tem a menor ideia do trabalho de um parlamentar. Ainda se mostrou ingênuo ao indicar que poderá “ajudar pessoas” com a sua nova ocupação. Quem conhece um pouco sobre os bastidores da política sabe que muita água passa entre a ideia de construir uma ponte e ela pronta.

Enfim, todos sabem da sua falta de preparo. Por isso, a irresponsabilidade de quem votou nele foi muito grande.

Política não é circo. Apesar de vc ver algumas semelhanças...

Vamos dizer não, contestar, mas de forma inteligente! Escolher pessoas que representem uma alternativa válida para mudar nosso Congresso. E não esse auto-engano coletivo.

Pensaram criticar o sistema, mas perpetuaram um esquema já bem conhecido dos ‘malandros’ para garantir voto fácil para os colegas de partido desconhecidos.

Vamos respeitar uma prática da vida social humana, por mais que pareça não fazer parte da sua vida. Na verdade, você apenas não percebe ela.

 

Thayara Martins

**

Vai dizer que vc está orgulhoso?

Assista um trecho da matéria:

Advertisements

4 Responses to “Tiririca e o ato de contestar”

  1. Gui December 6, 2010 at 10:18 am #

    Na minha opinião o Francisco Everardo (Tiririca) foi eleito devido ao nosso sistema de votação que limita a criatividade do povo.
    Em outros tempos os votos seriam destinados ao rinoceronte Cacareco e ao macaco Tião. =]
    Na realidade esse tipo de aberração ocorre porque o voto continua sendo obrigatório, um verdadeiro crime contra a democracia.
    Há quem defenda, no entanto, que nem todo voto nulo é necessariamente um voto de protesto, podendo ser em outros casos apenas a manifestação de que o eleitor não tem preferência política, não se julga capaz de decidir ou ainda simplesmente não se importa com quem será eleito.

  2. Thaisa Abreu December 8, 2010 at 11:06 am #

    Uma boa crítica e uma verdade que precisa ser vista e discutida nacionalmente. Agora é torcer para ele não se corromper.

  3. Roseane Silva December 13, 2010 at 11:08 pm #

    Acredito que tua crítica – e a de tantas outras pessoas sobre a eleição de Tiririca – esteja totalmente correta. Mas também vale pensar que não é somente o palhaço Tiririca, assumidamente despreparado, que pode ser incompetente em sua função. Existem muitos candidatos eleitos, engravatados e com ar respeitável, que não tem o mínimo conhecimento sobre o que ocorre no país e, consequentemente, o menor preparo para exercer um cargo político. Talvez tenhamos que repensar muita coisa que diz respeito à política brasileira.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: